Terca-Feira, 18 de Maio de 2021

Estudo mostra que devastação da floresta amazônica tem afetado a cor de borboletas da Amazônia




COMPARTILHE

Cientistas descobrem que, nas áreas devastadas da floresta, insetos estão menos coloridos. É uma marca clássica de mudança ambiental, detectada já no século XIX após a poluição causada pela Revolução Industrial

Cientistas brasileiros e britânicos descobriram que, nas áreas devastadas da Amazônia, florestas e mariposas estão menos coloridas. O fenômeno é um dos sinais de mudança ambiental mais icônicos, símbolo da poluição causada pela Revolução Industrial, no século XIX.

Os insetos de asas escuras tiveram vantagem sobre os de asas claras por se camuflarem melhor na fuligem, num exemplo clássico da Teoria de Evolução, de Darwin. Agora, as espécies precisam enfrentar o desequilíbrio ambiental provocado pelas mudanças climáticas causadas pela industrialização e pela queima de combustíveis fósseis.

No entanto, projetos de restauração aplicados em áreas de pastagens e plantações da Amazônia abandonadas há mais de 30 anos mostram que as espécies coloridas estão voltando. Trata-se, segundo os cientistas, de um resgate do patrimônio destruído.


Autor:Redação AMZ Noticias


COMENTÁRIOS:
O AMZ Noticias não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros.

Nome:
E-mail:
Mensagem:
 



Copyright - AMZ NOTÍCIAS Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito ao Amz Notícias